quinta-feira, 2 de agosto de 2018

Novo comandante da Lei Seca é acusado pelo MPRN por desvio de dinheiro da PM


O oficial nomeado para comandar a equipe da Lei Seca no Rio Grande do Norte responde na Justiça Estadual a um processo por improbidade administrativa que teria sido cometida dentro da Polícia Militar.
Segundo consta nos autos, o tenente-coronel Francisco Flávio Melo dos Santos é acusado de ter desviado R$ 188.069,51 quando era tesoureiro geral da PM, entre 2004 e 2005.
Através da assessoria de imprensa, o Departamento de Trânsito (Detran), órgão responsável por gerir a Lei Seca, disse que tem conhecimento da acusação sobre o oficial. No entanto, alega que, como ele não foi sentenciado, nada o impede de assumir o comando das operações.
Postar um comentário